Vagas de Estágio Santander 2016:1.000 vagas - Até R$ 882

Gostou dessa oportunidade? Então Compartilhe:



Quer concorrer a uma vaga de estágio 2016 no Santander? Confira as informações necessárias para se inscrever na vaga de estágio 2016 no Santander.

O Santander Brasil concederá 1000 bolsas de estágios este ano, sendo 100 destinadas exclusivamente para estudantes que queiram estagiar em pequenas e médias empresas do agronegócio clientes do banco. O Programa terá duração de quatro meses e auxílio mensal de R$ 882. O objetivo é atingir 3 mil bolsas até 2018.

O Programa de Estágios é uma iniciativa do Santander Universidades e do Santander Negócios & Empresas.

“Com esse Programa contribuímos com a formação profissional do universitário e com sua inserção no mercado de trabalho, e também colaboramos com jovens talentos para as empresas”, afirma Ronaldo Rondinelli, diretor do Santander Universidades, ressaltando ainda a importância do setor de agronegócio para a economia do País. “Cada vez mais, o Santander quer ser um fomentador do setor, trazendo soluções para os empresários e oportunidades para os estudantes”, afirma.

O Programa foi dividido em duas etapas. Na primeira fase, já concluída, os 105 alunos selecionados iniciarão o estágio em julho. Nesta segunda etapa, as inscrições terminam no dia 15 de maio e a previsão para o começo das atividades é em agosto. Poderão participar alunos matriculados nos cursos de Administração, Economia, Contábeis, Marketing, Engenharias, Agronomia, Nutrição, Zootecnia, Veterinária e outros, das universidades participantes do Programa de Estágios.

COMO SE INSCREVER A UMA VAGA DE ESTÁGIO Santander 2016:

As vagas de estágio estão sendo divulgadas pelas universidades participantes e no Portal Santander Universidades: www.santanderuniversidades.com.br/bolsas.

Para participar, o aluno deverá se inscrever e, após seleção prévia da universidade ou do agente integrador, aguardar contato da empresa para o processo de recrutamento e seleção.

Sobre o Santander:

O Grupo Santander expandiu a sua presença em todo o mundo por meio de aquisições e obtenção de sinergias a partir de processos de integração de negócios bem sucedidos.

Em 1957, o Grupo Santander entrou no mercado brasileiro por meio de um acordo operacional com o Banco Intercontinental do Brasil S.A. A partir dos anos 90, o Grupo Santander buscou estabelecer forte presença na América Latina, particularmente no Brasil. O Grupo Santander seguiu esta estratégia tanto por meio de crescimento orgânico, como por aquisições. Em 1997, o Grupo Santander adquiriu o Banco Geral do Comércio S.A., um banco de varejo de médio porte, que subsequentemente mudou seu nome para Banco Santander Brasil S.A. No ano seguinte, o Grupo Santander adquiriu o Banco Noroeste S.A. para fortalecer ainda mais a sua posição como um banco de varejo no Brasil. Em 1999, o Banco Noroeste foi incorporado pelo Banco Santander Brasil. Em janeiro de 2000, o Grupo Santander adquiriu o Banco Meridional S.A. (incluindo a subsidiária Banco Bozano, Simonsen S.A.), um banco atuante em serviços bancários de varejo e atacado, principalmente no sudeste do Brasil.

Desde 1997, o Grupo Santander demonstrou de forma consistente a sua capacidade de realizar aquisições significativas no Brasil, integrar as instituições adquiridas em seus negócios existentes e melhorar o desempenho operacional de tais instituições. Este foi o caso, em particular, da aquisição do Banespa, detido pelo Estado de São Paulo, em novembro de 2000. Por meio desta aquisição, o Grupo Santander passou a ser um dos maiores grupos financeiros do Brasil, com sólidas operações em serviços bancários de varejo e atacado, estrategicamente posicionado no sul e sudeste do País. Após a aquisição, o Grupo Santander implementou uma modernização da tecnologia de informação no Banespa. Transcorrido um ano da aquisição, o índice de eficiência do Banespa havia melhorado significativamente.

Apesar de operar no Brasil por meio de diferentes pessoas jurídicas, o Grupo Santander Brasil tem sua administração e funções gerenciais centralizadas desde 2000. Em 2006, o Grupo Santander Brasil, mediante aprovação de seus acionistas e do Banco Central, consolidou todas as suas participações em uma única pessoa jurídica - Banco Santander Banespa S.A., que posteriormente teve sua denominação alterada para Banco Santander (Brasil) S.A., simplificando, assim, a sua estrutura societária e fiscal, melhorando sua eficiência operacional e reduzindo os custos administrativos por meio da integração e do aprimoramento de diferentes plataformas de TI. Em 2007, o Grupo Santander implementou um programa de unificação de sua marca.

Em 1º de novembro de 2007, o RFS Holdings B.V., um consórcio composto pelo Santander Espanha, The Royal Bank of Scotland Group PLC, Fortis SA/NV e Fortis N.V., adquiriu 96,95% do capital do ABN AMRO, então controlador do Banco Real. Na sequência, em 12 de dezembro de 2007, o CADE aprovou sem ressalvas a aquisição das pessoas jurídicas brasileiras do ABN AMRO pelo consórcio. No primeiro trimestre de 2008, o Fortis e Santander Espanha chegaram a um acordo por meio do qual o Santander Espanha adquiriu direito às atividades de administração de ativos do ABN AMRO no Brasil, que o Fortis havia adquirido como parte da compra pelo consórcio do ABN AMRO.

Em 24 de julho de 2008, o Santander Espanha assumiu o controle acionário indireto do Banco Real. Nas assembléias gerais de acionistas do Santander Brasil e do Banco Real realizadas em 29 de agosto de 2008, foi aprovada a incorporação pelo Banco Santander (Brasil) S.A. das ações de emissão do Banco Real, passando o Banco Real a ser uma subsidiária integral do Santander Brasil. Naquele momento, o Banco Real era o quarto maior banco privado do Brasil em quantidade de ativos. Por fim, em 30 de abril de 2009, o Banco Real foi incorporado pelo Santander Brasil e foi extinto como pessoa jurídica independente. A incorporação está pendente de aprovação pelo Banco Central. Como resultado dessa aquisição, o Santander Brasil tornou-se o terceiro maior banco privado do Brasil em termos de ativos.



Gostou dessa oportunidade? Então Compartilhe:

Lei da Aprendizagem

Nº 10.097/2000, ampliada pelo Decreto Federal nº 5.598/2005. Determina que todas as empresas de médio e grande porte contratem um número de aprendizes equivalente a um mínimo de 5% e um máximo de 15% do seu quadro de funcionários cujas funções demandem formação profissional.

No âmbito da Lei da Aprendizagem, Jovem aprendiz é o jovem que estuda e trabalha, recebendo, ao mesmo tempo, formação na profissão para a qual está se capacitando. Deve cursar a escola regular (se ainda não concluiu o Ensino Médio) e estar matriculado e frequentando instituição de ensino técnico profissional conveniada com a empresa.

Como se inscrever no Jovem Aprendiz 2018

Cada empresa tem sua forma de inscrição. Clique aqui e digita o nome de sua cidade, ou empresa e veja vagas abertas próximo a você!

Jovem Aprendiz 2018

  • Jovem Aprendiz Correios 2018
    OUT 16, 2017 JOVEM APRENDIZ 2018

    Jovem Aprendiz Correios 2018

    Jovem Aprendiz 2018. Saia na Frente e Confira aqui tudo que você precisa saber. Jovem Aprendiz Correios é considerado um dos melhores programa de incentivo para o jovem que busca sua primeira oportunidade no mercado de trabalho. Confira todas as dicas valiosas que deixamos para você nessa matéria e Boa Sorte! Você que procura pelo primeiro emprego e ótima experiência profissional, pode contar com… Leia Mais
  • Jovem Aprendiz Carrefour 2018
    MAR 26, 2017 JOVEM APRENDIZ 2018

    Jovem Aprendiz Carrefour 2018

    Jovem Aprendiz Carrefour 2018. Você jovem, já pensou em começar sua carreira em uma das maiores empresas do Brasil? Então confira como inscrever-se a uma vaga no Carrefour. Porque Trabalhar na Carrefour Aqui, no Carrefour Brasil, incentivamos nossos colaboradores a crescer cada vez mais. Como grande empregador do setor varejista, mantemos firme o compromisso de atrair e valorizar talentos que… Leia Mais
  •  
    MAR 17, 2017 JOVEM APRENDIZ 2018

    Jovem Aprendiz Banco do Brasil 2018

    Jovem Aprendiz Banco do Brasil 2018. O Banco do Brasil, oferece através do seu programa Jovem Aprendiz, vagas para adolescentes (14 a 18 Anos) e Jovens Aprendizes (18 e 24 Anos). Confira todas as informações extraídas do site oficial do BB. Jovem Aprendiz Banco do Brasil 2018 O Programa Jovem Aprendiz Banco do Brasil - PABB, iniciado como Programa Adolescente Trabalhador (PAT) em 20 de maio de… Leia Mais
  • Jovem Aprendiz Caixa 2018
    MAR 16, 2017 JOVEM APRENDIZ 2018

    Jovem Aprendiz Caixa 2018

    Jovem Aprendiz Caixa 2018 – Essa oportunidade veio para mudar a vida de inúmeros jovens em todo o Brasil, principalmente os de baixa renda. Um programa que tem muitas vantagens e que permite que os jovens conciliem curso profissionalizante, aprendizagem prática e também os estudos normais. O programa jovem aprendiz Caixa é tão bom que vem se mostrando cada dia mais concorrido. Hoje iremos… Leia Mais
  • Jovem Aprendiz Bancário 2018
    MAR 16, 2017 JOVEM APRENDIZ 2018

    Jovem Aprendiz Bancário 2018

    JOVEM APRENDIZ BANCÁRIO 2017 2018. O PROGRAMA NACIONAL JOVEM APRENDIZ NO SETOR BANCÁRIO define as atividades práticas que demandam aprendizagem e que podem ser desenvolvidas pelo Jovem Aprendiz. Jovem Aprendiz Bancário 2018 No setor bancário, os aprendizes atuarão em funções como: atendimento aos clientes, caixa informática. Atividades do Jovem Aprendiz Bancário 2018: arquivo físico de… Leia Mais
  • Default Image
    JAN 19, 2017 JOVEM APRENDIZ 2018

    Jovem Aprendiz 2018

    O Jovem Aprendiz 2018 Você que é jovem com idade entre 14 e 24 anos, pode se inscrever em empresas filiadas ao programa Jovem Aprendiz 2018 Leia Mais