Vagas de Emprego Grupo MM 2016 : 300 vagas


Como trabalhar no Grupo MM em 2016? Confira como se inscrever para uma vaga de emprego no Grupo MM em 2016.


A crise não existe mais para o Grupo MM. A partir deste mês de agosto, a ‘Gigante do Sul do Brasil’ inicia a contratação de 300 pessoas, vagas as quais são destinadas para a área de vendas. As pessoas serão destinadas para as filiais da Lojas MM do Paraná, Santa Catarina e Mato Grosso do Sul.

A decisão ocorre em um momento econômico ainda incerto, com baixa confiança do consumidor e altas taxas de juros, além do cenário político conturbado. Porém, conforme destaca o vice-presidente da Lojas MM, Marcio Pauliki, a empresa acredita na recuperação econômica do país. “Temos sinais de que o pior desta crise já passou e as empresas que investirem em seu maior patrimônio que é o capital humano irão se destacar no novo de cenário.

Como empreendedor e cidadão, fico feliz em poder contribuir de forma prática no desenvolvimento econômico e social de nossa gente", enfatiza. Segundo ele, serão, em média, uma ou duas contratações por loja.

Conforme destaca a superintendente da Lojas MM, Juliana Pauliki Michalowski, é a oportunidade para quem está na busca de emprego. “Poder oferecer novas vagas de emprego em um momento conturbado da economia reflete nosso trabalho de governança, onde nosso foco em planejamento e gestão é reconhecido”, comenta.


ATENÇÃO! Inscreva-se em mais de uma empresa para aumentar suas chances de contratação. Clique em Mais Vagas e  faça sua inscrição em outras grandes empresas.
jovem aprendiz 2017 vagas

Como se inscrever a uma vaga de Emprego no Grupo MM 2016:

Os interessados nas vagas podem se dirigir a uma das mais de 200 lojas do grupo nestes três estados, munidos de um currículo. As inscrições tem início agora em agosto e a perspectiva é de que sejam preenchidas em aproximadamente um mês. Inscrições também podem ser feitas através do site se seleção do grupo, no endereço: ‘euqueroserumgigante.com.br’.

Sobre Grupo MM

Em março de 78 abre as portas o Mercado de Móveis Ponta Grossa. Sim, este era o nome de batismo da primeira loja do Grupo MM. Conhecida até hoje como "Matriz", a primeira loja foi inaugurada em frente a rodoviária da cidade.

Uma loja simples, mas que oferecia o que o consumidor buscava, qualidade e ótimos preços, atendendo todas as classes. Desta forma, a empresa já mostrava o seu propósito comercial e definia suas diretrizes embasadas na simplicidade, atendimento de forma indiscriminada e valorização e respeito aos consumidores. Colocando em prática as diretrizes, o MM viveu um crescimento discreto voltado ao interior e em especial a pequenas cidades (09 lojas).

Em 1994, ocorre uma separação societária e Jeroslau Pauliki, com a ajuda de sua família, dá início a uma fase de expansão, profissionalização e modernização da pequena rede.

95/99

Com uma gestão eficiente, muitas vezes fundamentada pelo 'tino comercial' de seus gestores, e com o início do Plano Real, que aqueceu todos os setores da economia, principalmente entre 94 a 97 - o Mercadomóveis deu um salto em vendas e sua expansão foi acelerada, inclusive inaugurando sua CDAM (Central de Distribuição e Administração) no bairro da Ronda em Ponta Grossa.

Mas no final de 1998, uma crise financeira abateu-se sobre o mercado brasileiro. Inclusive diversas redes ficaram no caminho, pois com as vendas em evidência, pouco se fazia na gestão dos recursos.

Na empresa não foi diferente. A inadimplência ameaçava explodir e a gestão não tinha ferramentas eficazes de controle, principalmente sobre as margens praticadas e o levantamento de resultados de cada loja. Com foco no desenvolvimento dos seus colaboradores e no seu marketing arrojado, a empresa sentiu a necessidade de se profissionalizar e colocou em prática seu primeiro planejamento estratégico no ano de 1999.

00/03

Com o Lançamento do 'Projeto Engrenagem' a empresa começa a ter um direcionamento baseado em uma cultura organizacional, onde a missão, visão, valores, diretrizes e metas estavam sendo apresentados a todos os colaboradores. Nesta fase, a empresa começa a focar em seus resultados e não somente nas vendas.

Com a introdução de diversas ferramentas de gestão como o Planejamento Estratégico, Controle de CMV (Custo da Mercadoria Vendida), Controladoria, Centro de Custos por loja, etc, a empresa começa a sentir um crescimento sustentável a uma taxa de 20% a.a. em receitas e número de lojas.

E começa a despontar no cenário paranaense como uma empresa organizada e com ações comerciais criativas e dinâmicas. Em 2003, o MM Mercadomóveis completava 25 anos e contava com 34 lojas. O fato lamentável deste período foi a perda ir reparável de seu Diretor Comercial, Levi Soares dos Santos, que durante seus anos de trabalho foi uma das peças fundamentais para construir as bases do que são hoje as diretrizes do Grupo MM.

08/10

O Grupo MM continua focado na rentabilidade de suas operações. Com a criação de novos departamentos como a Gerência de Operações Comerciais, Gerência de Vendas Segmentadas (Novos Canais), a valorização dos clientes ativos (Cliente Diamante), Programa de Cargos, Carreira, Salários e Distribuição de Resultados.

Com a sua mídia regional e direta (Mkt Direto) a empresa estará atingindo suas metas de rentabilidade, seja pelo aumento de suas receitas, mas principalmente na gestão profissional de seus gestores. Com a criação do Conselho Familiar e Conselho Administrativo, a MM valoriza a transparência de suas ações e dá um passo importante na busca da Governança Corporativa.

A ampliação do Central de Administração e de Distribuição (CDAM), a construção do Centro de Desenvolvimento Mercadomóveis (CDM), o lançamento da Casa Modelo Super MM e a entrada em Santa Catarina, o Grupo MM caminha, aliado ao atendimento profissional que encanta pela alegria e simplicidade, ultrapassando fronteiras, se firmado como a Gigante do Brasil!


Lei da Aprendizagem

Nº 10.097/2000, ampliada pelo Decreto Federal nº 5.598/2005. Determina que todas as empresas de médio e grande porte contratem um número de aprendizes equivalente a um mínimo de 5% e um máximo de 15% do seu quadro de funcionários cujas funções demandem formação profissional.

No âmbito da Lei da Aprendizagem, Jovem aprendiz é o jovem que estuda e trabalha, recebendo, ao mesmo tempo, formação na profissão para a qual está se capacitando. Deve cursar a escola regular (se ainda não concluiu o Ensino Médio) e estar matriculado e frequentando instituição de ensino técnico profissional conveniada com a empresa.

Como se inscrever no Jovem Aprendiz 2017

Cada empresa tem sua forma de inscrição. Clique aqui e digita o nome de sua cidade, ou empresa e veja vagas abertas próximo a você!