Concurso Público Exército 2016: 120 vagas - Nacional



Gostaria de inscrever-se a uma vaga de concurso do Exército em 2016? Confira  como se inscrever no concurso Exército 2016.

O Exército abriu concurso para 120 vagas de médicos, farmacêuticos e dentistas para admissão e matrícula, em 2017, nos Cursos de Formação de Oficiais do Serviço de Saúde do Exército (CFO/S FAU). O salário não foi informado.

Os candidatos deverão, até a data da matrícula do curso, ter concluído com aproveitamento, em instituição de ensino superior, o curso de graduação que o habilite ao exercício profissional; possuir título de especialista na área objeto do concurso a que se referir à inscrição de instituições credenciadas e cursos oficialmente reconhecidos pelo Ministério da Educação; ter idade de no máximo 36 anos, completados no período de 1º de janeiro a 31 de dezembro do ano da matrícula; e ter, no mínimo, 1,60m para o sexo masculino e 1,55m para o sexo feminino.

Os cargos de nível superior são para médico nas especialidades de anestesiologia (5), cancerologia (4), cardiologia (5), cirurgia cardiovascular (2), cirurgia de cabeça e pescoço (2), cirurgia de mão (2), cirurgia geral (5), cirurgia pediátrica (2), cirurgia plástica (2), cirurgia torácica (2), cirurgia vascular (2), clínica médica (6), endocrinologia e metabologia (3), endoscopia digestiva (2), geriatria (1), ginecologia-obstetrícia (4), hematologia e hemoterapia (1), infectologia (2), medicina intensiva (5), medicina legal (2), medicina nuclear (2), nefrologia (2), neurocirurgia (2), neurologia (3), oftalmologia (3), ortopedia/ traumatologia (5), otorrinolaringologia (2), patologia (2), pediatria (5), pneumologia (1), psiquiatria (2), radiologia (5), sem especialidade (15) e urologia (2), farmacêutico na área de farmácia (4), e dentistas nas especialidades de dentística restauradora (2), endodontia (1), odontopediatria (1), ortodontia (1) e periodontia (1).

Como se inscrever a uma vaga no Concurso Exército 2016:

As inscrições devem ser feitas até o dia 5 de agosto pelo site www.essex.ensino.eb.br. A taxa é de R$ 130.
A seleção será feita por meio de exame intelectual, exame de aptidão física, revisão médica e comprovação dos requisitos biográficos.

A prova objetiva será aplicada na data provável de 16 de outubro, nas cidades do Rio de Janeiro, São Paulo, Campinas (SP), Porto Alegre, Santa Maria (RS), Belo Horizonte, Juiz de Fora (MG), Curitiba, Florianópolis, Salvador, Recife, Belém, Campo Grande, Fortaleza, Brasília e Manaus.

Sobre o Exército

A história do Exército Brasileiro começa oficialmente com o surgimento do Estado brasileiro, ou seja, com a independência do Brasil. Entretanto, mobilizações de brasileiros para guerra existem desde a colonização do Brasil, sendo as primeiras dignas de nota, as efetuadas contra as tentativas de colonização francesa no Brasil, nas décadas de 1550 e de 1610.

Ainda durante o período colonial, na Batalha de Guararapes, no contexto das invasões neerlandesas do Brasil, os efetivos portugueses eram formados majoritariamente por brasileiros (brancos, negros e ameríndios). Por isto, 19 de abril de 1648, data da primeira batalha, é tido como aniversário do Exército Brasileiro.

No período colonial, o rei D. Manuel I mandou organizar expedições militares com a finalidade de proteger os domínios portugueses na América, então recém-descobertos.

À medida que colonização avançou em Pernambuco e São Vicente, as autoridades militares nativas e bases da organização defensiva da colônia começaram a ser construídas para fazer frente às ambições dos franceses, ingleses e holandeses.

Basicamente, a História do exército brasileiro se iniciou em 1548 quando D. João III resolveu criar um governo-geral com sede na Bahia.

Primeiras intervenções de vulto ocorridas foram a expulsão dos franceses do Rio de Janeiro, no século do descobrimento, e do Maranhão, em 1615. À medida que avançou a interiorização através do amplo movimento de expansão territorial no século XVII e do início do século XVIII, as Entradas e Bandeiras forçaram a organização da defesa do território recém conquistado.

As forças expedicionárias de caráter eminentemente militar iniciaram a utilização da população local, particularmente de São Paulo, pelos capitães-mor, em busca de riquezas ou da escravização dos índios.

As Batalhas dos Guararapes, episódios decisivos na Insurreição Pernambucana, são consideradas a origem do Exército Brasileiro.
A guerra contra os holandeses, no século XVII, pela primeira vez mobilizou grandes efetivos no país, e particularmente começou a haver um sentimento de defesa nacional, independentemente da influência da coroa.

A primeira Batalha de Guararapes (19 de abril de 1648) marca o início da organização do exército como força genuinamente brasileira formada por brancos locais, liderados por André Vidal de Negreiros, índios, liderados por Felipe Camarão e negros/mulatos, liderados por Henrique Dias. Esta data é comemorada como o aniversário do Exército Brasileiro.

 

 

 

 



Lei da Aprendizagem

Nº 10.097/2000, ampliada pelo Decreto Federal nº 5.598/2005. Determina que todas as empresas de médio e grande porte contratem um número de aprendizes equivalente a um mínimo de 5% e um máximo de 15% do seu quadro de funcionários cujas funções demandem formação profissional.

No âmbito da Lei da Aprendizagem, Jovem aprendiz é o jovem que estuda e trabalha, recebendo, ao mesmo tempo, formação na profissão para a qual está se capacitando. Deve cursar a escola regular (se ainda não concluiu o Ensino Médio) e estar matriculado e frequentando instituição de ensino técnico profissional conveniada com a empresa.

Como se inscrever no Jovem Aprendiz 2017

Cada empresa tem sua forma de inscrição. Clique aqui e digita o nome de sua cidade, ou empresa e veja vagas abertas próximo a você!