Concurso Marinha 2016 - 6 vagas - Nacional

Quer se Inscrever no Concurso Aberto 2016 para Marinha? Confira as informações para fazer sua inscrição e concorrer a uma das vagas do concursos Abertos 2016 da Marinha.

A Marinha abriu concurso para 6 vagas de capelães navais, do Corpo Auxiliar (CP-CAPNAV), sendo 4 vagas para sacerdote da Igreja Católica Apostólica Romana (1 vaga destinada aos negros), 1 vaga para pastor da Igreja Assembleia de Deus e 1 vaga para pastor da Igreja Batista.

No site da Marinha, é possível ver o edital. Acesse aqui.

 


Os candidatos devem ser do sexo masculino, ter mais de 30 e menos de 41 anos de idade no dia 1º de janeiro de 2017 e possuir, pelo menos, 3 anos no exercício de atividades pastorais, como sacerdote ou pastor, e curso de formação teológica regular de nível universitário, reconhecido pela autoridade eclesiástica da religião.

COMO SE INSCREVER NO CONCURSO Marinha 2016:

As inscrições devem ser feitas de 18 de abril a 19 de maio nos endereços www.ensino.mar.mil.br ou www.ingressonamarinha.mar.mil.br. A taxa de inscrição é de R$ 80.

O concurso terá prova escrita de conhecimentos profissionais e redação, inspeção de saúde, teste de aptidão física e avaliação psicológica. A data da prova escrita ainda não foi divulgada.

As cidades para realização das provas e eventos complementares são Rio de Janeiro, Vila Velha (ES), Salvador, Natal, Olinda (PE), Fortaleza, Belém, São Luís, Rio Grande (RS), Porto Alegre, Florianópolis, Ladário (MS), Cuiabá, Brasília, São Paulo e Manaus.

O início do curso de formação de oficiais (CFO) está previsto para 27 de março de 2017 e será realizado no Centro de Instrução Almirante Wandenkolk (CIAW), no Rio de Janeiro. A duração será de aproximadamente 39 semanas.

Após aprovação no Curso de Formação de Oficiais, no final de 2017, os militares serão nomeados Oficiais da Marinha do Brasil no posto de primeiro-tenente e passarão a receber remuneração de cerca de R$ 9 mil além de diversos benefícios, tais como alimentação, alojamento, auxílio-fardamento e assistência médico-odontológica.


Lei da Aprendizagem

Nº 10.097/2000, ampliada pelo Decreto Federal nº 5.598/2005. Determina que todas as empresas de médio e grande porte contratem um número de aprendizes equivalente a um mínimo de 5% e um máximo de 15% do seu quadro de funcionários cujas funções demandem formação profissional.

No âmbito da Lei da Aprendizagem, Jovem aprendiz é o jovem que estuda e trabalha, recebendo, ao mesmo tempo, formação na profissão para a qual está se capacitando. Deve cursar a escola regular (se ainda não concluiu o Ensino Médio) e estar matriculado e frequentando instituição de ensino técnico profissional conveniada com a empresa.

Como se inscrever no Jovem Aprendiz 2017

Cada empresa tem sua forma de inscrição. Clique aqui e digita o nome de sua cidade, ou empresa e veja vagas abertas próximo a você!